Verdades que ainda não compreendemos

tumblr_myqveb68Ck1rm2249o1_500
“Nós não vemos as coisas como elas são, vemo-las como nós somos.” ~ Anais Nin

Há uma diferença entre saber algo e viver como se isso fosse verdade. E essas verdades sempre ficam se prolongando naquele limiar esquisito para todos nós:

1. Quanto mais cedo você começar a fazer algo, mais tempo da sua vida você vai passar com essa coisa feita, mesmo que deixar para depois seja a alternativa mais fácil. É o investimento mais certeiro de todos, e que vivemos deixando passar.

2. Nunca nos arrependemos de trabalhar. Consegue contar quantas vezes negociou consigo mesmo para trabalhar no dia seguinte ao invés de fazer hoje, por que estava preocupado em ter um “dia de trabalho ruim”. Raramente temos dias ruins quando trabalhamos.

3. Sempre que estamos jogando no celular, estamos jogando nossas vidas fora. Um smartphone é útil se você tem uma tarefa específica para fazer, mas 99% do tempo não queremos fazer algo que seja mais difícil do que passear no Facebook. Durante esse tempo, a única coisa que podemos dizer, é que estamos morrendo…

4. Nada nos deixa mais produtivo e conectado com o momento do que uma casa limpa. Há toda uma magia na limpeza. Acordar numa casa onde está tudo organizado é um sentimento glorioso. É como se mais coisas pudessem ser feitas, e tudo parece mais útil.

5. Minuto a minuto, nada do que façamos é mais recompensante do que a meditação. Mesmo após uma sessão curtinha, é certo que isso nos fará melhor em tudo, especialmente na tomada de decisões. E ainda assim, são raras as pessoas que o fazem.

6. Trabalho criativo é algo que pode ser feito a qualquer momento. Não é diferente de qualquer tipo de trabalho. Inspiração é bacana, mas é totalmente opcional. Podemos contornar isso inteiramente.

7. Agir da forma que você quer se sentir geralmente funciona. Se decidirmos agir como uma pessoa feliz (mesmo que não estejamos), vamos acabar ficando felizes depois de algum tempo, ou, no mínimo, menos pior. É algo extremamente poderoso de se tentar, e Gretchen Rubin escreveu sobre isso em seu livro The Happiness Project.

8. 95% da nossa felicidade provêm de ter uma casa, um corpo funcional e algo para comer. Vivemos no luxo absoluto, independente do que “luxo” signifique. Se estamos tristes é por que não temos noção das dimensões dos outros 5%.

9. Nossas mentes são feitas para administrar muito menos informações do que geralmente administramos. Pessoas modernas tem tantas opções que elas acabam não sabendo administrar tudo isso. Quanto menos coisas tivermos, mais gostaremos delas. Quanto menos objetivos tivermos, melhor os faremos. Quanto menor a porção de comida, mais saborosa ela é.

10. O caminho mais rápido e mais confiável em busca do desenvolvimento pessoal é fazer as coisas que mais relutamos fazer. Resistência interna deve ser tratada como um enorme sinal vermelho bloqueando o crescimento rápido e novas habilidades.

11. Para terminar as coisas, só precisamos mantê-las “começando” até que elas estejam completas. A ideia de fazer algo por inteiro sempre parece difícil, mas é facilmente alcançada se você simplesmente começar, daí boa parte da resistência some. Continuar é ridículo de fácil!

12. Quando achamos que estamos com raiva de alguém, na verdade, estamos com raiva da situação. Exemplo: Eu estou com raiva, pois de repente a vida requer algo novo de mim, e é muito mais fácil passar a culpa para quem contribuiu com isso. Eu quero que a situação se conserte sozinha, então eu atribuo a culpa à falha de moral de alguém para que eu não precise lidar com a responsabilidade desse novo problema.

13. Definitivamente, para terminar algo nós precisamos esquecer todo o resto. Nossa mente está sempre agitada, com 85 coisas gritando… e que precisamos terminar todas elas. Independente de como as emoções reajam a isso, temos que resolver um problema de cada vez, e deixar o resto pegando fogo.

14. Se estamos no meio de uma briga, cometemos algum erro. Não importa qual posição faz mais sentido, por que quando uma briga começa, toda a comunicação deixa de existir. Porém, às vezes, nos esquecemos disso completamente.

15. Poucas coisas realmente importam mais a longo prazo do que relacionamentos, saúde, finanças pessoais e desenvolvimento pessoal. Crises nas outras áreas deixam de existir tão rápido que nem há tanta razão assim para se chatear. É interessante notar também que essas 4 áreas são as que provavelmente mais contribuem para a felicidade a curto prazo.

↬ A ideia principal veio do Tatudobem?, que também o adaptou do Raptitude. Revisado por Kelyanne Costa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s