Uncategorized

Para ensinar ao seu primeiro filho

Qual é o primeiro pensamento de alguém que acaba de receber a notícia de que será pai pela primeira vez?

O escritor Evan Porter relatou essa experiência em um belíssimo texto:

giphy (24)

Quando eu descobri, eu estava segurando uma caixa de cerveja.

“Estou grávida”, disse ela. Palavras que eu sabia que ouviria em breve, mas não tão breve assim. Eu sempre imaginei escutá-las quando estivesse em uma varanda ensolarada, sentado em um balanço movimentado suavemente pelo vento para frente e para trás. Ou algo do gênero. E haveria música. Algo animado e cheio de esperança, como o que toca antes dos créditos finais de um filme do Zach Braff.

Nunca imaginei que fosse ouvir essas palavras de pé na porta de nosso apartamento escuro, em meio a caixas de mudança, exausto depois de um longo dia. Minha mulher, Sarah, de olhos inchados e manchados de rímel depois de um dia ruim — e depois de chorar lágrimas de felicidade — segurando não um, mas dois testes de gravidez como evidência.

A primeira coisa que veio a minha cabeça foi que estávamos prestes a perder a chance de recrutar os jogadores para o nosso jogo de “Fantasy Football”.

A segunda coisa que veio a minha cabeça foi abrir uma cerveja.

A terceira coisa que veio a minha cabeça foi: “eu não acredito que essas foram as duas primeiras coisas que vieram a minha cabeça”.

É preciso um momento como esse para perceber o quão absurdamente despreparado você está para se tornar responsável por outro ser humano. Quão assustador isso é. E eu não estou falando de acordar no meio da noite para acalmar um bebê em prantos. Não estou falando de trocar uma fralda suja ou dizer adeus a sua “ativa” vida social (Sarah e eu assistimos, em média, a 10.000 horas de TV por noite; desse mal nós não morremos).

Estou falando de quando a criança aprende a falar e quando o que você diz para ele ou ela importa de fato. Quando você tem de realmente começar a pensar sobre como você quer criá-los. O que você aconselhará quando eles sofrerem bullying na escola. O que você dirá quando eles resolverem se posicionar filosoficamente contra o conceito de dever de casa.

Tudo isso faz você questionar seus valores. Ou se perguntar se ainda sequer tem valores para serem questionados.

Essa linha de pensamento me levou a crer que eu já sou um pai terrível. Porque quando eu penso sobre as coisas que eu quero passar para nosso primeiro filho, me dou conta de que não incorporei nenhuma delas.

Mas aqui estão, de qualquer maneira:

Eu vou dizer: “escuta, nem todo mundo é obrigado a gostar de você”. Diga o que você pensa quando acredita estar certo. Diga a verdade a seus amigos, mesmo quando eles não querem ouvir. Não balance a cabeça tentando “ver os dois lados” e não dê risadas de piedade quando fizerem piadas ruins.

Eu vou dizer, “dê o seu melhor na escola”. Não para que você ganhe dinheiro nem pelos direitos que irá adquirir com isso, mas porque se você não o fizer, um dia você vai olhar para trás e se arrepender de não se orgulhar de você mesmo.

Eu vou dizer “arrume o seu quarto”. “Está vendo essa pilha de roupa suja do lado da cama? Sempre me faz sentir mal olhar para ela. Você ficaria surpreso com o quanto pode se sentir realizado por poder ver o chão do seu quarto.”

Eu vou dizer “sempre termine o que começou”. Há uma razão pela qual eu só posso te ensinar a ser “bom”, e não “excelente”, em guitarra, ou fotografia, ou truques com cartas, ou qualquer outra das inúmeras coisas que eu comecei e larguei. Se você tem um talento para algo, nunca o desperdice.

Eu vou dizer “não espere muito tempo para se sentir confortável em sua própria pele”. As fases são ótimas e tudo mais quando você é um adolescente mas há uma linha tênue entre explorar as coisas e se ater demais às modas. Nunca sinta como se tivesse de se encaixar em algum molde ou categoria para ser aceito.

Eu vou dizer “cuide do seu corpo”, porque você só tem um. Use fio dental todo dia. E não beba refrigerante e Red Bull em excesso. Você nunca vai poder desfazer as cáries que lhe causarão.

Eu direi “force-se a experimentar coisas novas”. Eu sei que as pessoas que estudaram fora podem ser desagradáveis, mas eu não me importo. Você deve fazer isso. Porque no momento em que eles estiverem divagando sobre as férias em Madrid, você vai revirar seus olhos quando na verdade está com inveja por ter passado seu verão assistindo TV.

Eu vou dizer “não fique tão desconfortável perto de moradores de rua”. Eles não vão te roubar. Seja melhor do que isso. Trate-os com respeito. Compre um sanduíche para eles se puder. E doe para caridade sempre que possível. Você sempre terá um dinheiro sobrando.

Eu direi “assista às notícias”. E preste atenção na política. Não passe todo o tempo em mídias sociais ou na TV vendo filmes e esportes. Dedique sua atenção a coisas que realmente importam. Informe-se e leia bastante. Nunca se veja forçado a se esquivar de conversas sobre eventos atuais.

Eu vou dizer “seja incansável”. Não vá na onda da maioria. Encontre algo que você quer e se esforce para se tornar excepcional. Tantas pessoas pensam grande, mas têm medo de sentar e trabalhar para o que querem. Não seja um deles.

Eu vou dizer “não use o celular enquanto estiver dirigindo. De verdade. Não há nada que não possa esperar. É sério.”

Direi “coloque sua família em primeiro lugar, acima de tudo. Quando eles precisarem de você, esteja lá. Não faça perguntas. Não deixe que o cansaço do trabalho se torne uma desculpa. Eles são tudo que você tem”.

Eu vou dizer “nunca deseje ser outra coisa ou outra pessoa. Abrace seus defeitos, porque todo mundo os tem”.

giphy (23)

E eu direi “se você deixar de fazer qualquer coisa dessa lista, ou até todas elas, está tudo certo”.

Eu ainda te amarei.

Eu sempre te amarei.

~ Vi no Awebic. Texto original de Evan Porter no Medium. Tradução de Mariana Silveira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s