A carta do Alquimista

alchemy

Escrito e dirigido por Carlos Stevens, a história gira em todo de um jovem chamado Veridian, que recebe uma carta do pai, um alquimista que conseguiu construir uma máquina que transforma qualquer coisa em ouro. A parte poética da história é que a máquina é alimentada por memórias. Maravilhoso de se ver! ❤

Se quiser conferir, é só dar o play logo abaixo. A parte chata é que o vídeo é em inglês e não tem legendas em português. 😦 Mas ainda assim, dá pra entender porque as palavras são beeeem pronunciadinhas.


Ainda vou dar mais uma colher de chá, e transcrever as frases do vídeo. Dá também pra clicar nas configurações do vídeo (aquele símbolo que parece uma engrenagem no canto inferior direito), e escolher pra traduzir as legendas.

Meu pai me contou a história de um alquimista que construiu um dispositivo tão potente que poderia transformar qualquer metal em ouro puro. Mas, para alimentar o seu dispositivo, ele tinha que se privar de suas próprias memórias.
Ele tinha uma família, mas, em sua busca por ouro, ele a abandonou.
Após a morte do alquimista, seu filho voltou para a casa que havia crescido quando era uma criança.

“Meu querido filho,
Criei um dispositivo magnífico!
Mas que queima minhas memórias como combustível.
Quanto mais preciosa a memória, mais poderosa a máquina.
Deixei aqui para você, minhas memórias mais preciosas.
Eles são memórias do lugar em que me apaixonei por sua mãe.
Eles são memórias de você, Veridian.
Lembro-me com pesar de sua mãe.
Ela morreu sozinha. Por causa da criatura que me transformei.
E entendo por que você fugiu.
Fiquei sabendo que você agora tem uma filha.
Mas temo possa abandoná-la assim como eu te abandonei.
Meu filho, agora eu entendo aquilo que mais importa na vida.
Com amor. Seu pai, Nicolas.”

Rumores do dispositivo milagroso permaneceram apenas como rumores.
Mas naquela noite, meu pai me deu um relógio de ouro, e me contou sobre o que tinha lido na carta do alquimista.

~ Indicação do Somente Coisas Legais, texto do Boneca de Platina.

Anúncios

Por que você quer tanto ser feliz?

Já pensou nisso?
E daí essa sua felicidade? E daí a minha?
Quem está ligando? Por que é importante?

* * *

Se aparece um gênio da lâmpada, você pediria para ser feliz?
Por que não pedir pra ser bom? Honesto? Justo? Leal?
Ou até mesmo bonito? Pauzudo? Peituda?
Por que pedir logo, entre tantas coisas possíveis, para ser feliz?

* * *

Quando foi que nossa própria felicidade individual assumiu o centro das nossas vidas?
“Feliz” é mesmo a coisa mais importante que devemos querer ser?
Felicidade deve ser mesmo nosso objetivo mais buscado?
É certo querer tanto assim ser feliz?

* * *

Por que tantos livros sobre felicidade na sua estante?
“O zen da felicidade”, “Aprendendo a ser feliz”, “Sua felicidade não tem limites”, “O Dalai Lama quer que você seja feliz”?
Onde estão seus livros sobre ser uma pessoa melhor?

* * *

O que você está deixando de fazer enquanto corre atrás de ser feliz?
O que você não está lendo enquanto lê sobre a busca da felicidade?
Vale a pena o custo-oportunidade desse seu fetiche?

* * *

O carpinteiro que é feliz em seu trabalho de carpintaria… busca a felicidade?
O pai que experimenta a felicidade ao lado dos filhos… está correndo atrás de ser feliz?
Que tipo de pessoa quer ser feliz?
Que tipo de pessoa busca a felicidade?

* * *

Se a felicidade não é um lugar mas uma sensação, se não é um estado mas um feixe de momentos, se nunca é permanente mas sempre efêmera, se por definição é inalcançável e inatingível, por que correr atrás dela?

* * *

Qual é a grande vantagem de ser feliz?
Ser feliz vai te fazer uma pessoa mais digna, mais honrada, mais aberta?
Ser feliz vai te fazer ouvir os outros, exercitar a empatia, estender a mão?
Ser feliz vai te fazer ter paciência com a mãe, não destratar o garçom, ser fiel à esposa?
O mundo vai ser um lugar melhor se você for feliz?

* * *

Esse desejo de ser feliz já não é intrinsecamente egoísta?
Colocar sua própria felicidade como prioridade já não faz de você uma pessoa intrinsecamente egocêntrica?
Ao invés de querer ser feliz, já pensou em simplesmente querer ser menos egoísta?
Ao invés de correr atrás da sua felicidade, já pensou em correr atrás… da felicidade dos outros?

Por que não?

* * *

Afinal, por que você quer tanto ser feliz?

Autor: Alex Castro. Fonte: Papo de Homem.

P.S.: Na minha humildíssima opinião, debater felicidade é como debater o padrão das ondas do mar que se quebram. Melhor parar de perder tempo e ir pegar logo um jacaré. ~ Nélio Oliveira

P.S.2: … Não precisamos da resposta delas [perguntas] pra sermos felizes. ~ Felipe Neves

P.S.3: Não é que eu queira ser feliz. Eu só não queria ser tão triste. ~ Karina